INTELECTUAL MOMENT :retornando a cena

A banda mineira INTELECTUAL MOMENT, Black Metal de Governador Valadares, está retornando. A banda já está divulgando fotos de sua nova formação e em breve informaremos mais detalhes deste retorno.

Confiram abaixo as fotos:




Fonte:Satanic Militia

3 comentários:

  1. Essa banda ai não é o Intelectual Moment que conheci.
    O vocalista está se aproveitando de um material feito pela formação antiga, para obter êxitos.
    Isso sim é uma tremenda falta de vergonha na cara.
    Eu moro aqui em BH e sei que todos os projetos dele deram errado, e agora ele partiu para algo que poderia dar certo de alguma forma.
    Não tem vergonha nem de ter roubado o logotipo feito pelo baterista.
    Esse retorno não é apoiado por muitos irmãos de Minas.
    Pode-se ver, como a foto está cheia de gente, é fácil pegar um grupinho e colocar em uma coisa que já vem pronta.
    Não vai vingar...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu conheço o Lord Lúcifer.
      Da antiga formação é o único que vive de verdade o ideal.
      Pelo que sei o antigo baterista já deu cano em muita gente com as camisas mal feitas dele! Sem contar que ele é mais um VIADO infiltrado na cena, que gosta de DAR O CÚ como a própria ex- mulher dele disse.
      Conheço bem a antiga guitarrista, Countes Beliarth, ela se converteu mostrando que nunca foi aquilo que parecia, TREPOU com vários caras do movimento durante e após ter saído da Intelectual Moment, EU MESMO JÁ COMÍ, ela tentou reaparecer trepando novamente com vários caras de banda, inclusive um amigo meu do Spell Forest, Torqverem e agora está com outro trouxa de uma bandinha de Brasília. Inclusive a troco dela ter dado para o vocal da Torqverem, fez participação na mesma, FAZENDO GEMIDOS (na intro e na outro) COMO A PUTA QUE É! Só não sei se os caras sabem que ela se converteu.
      Os demais membros que passaram tb já eram, tocam em eventos organizados por cristão e qualquer tipo de gente, pelo que soube.
      Então EU DOU TOTAL APOIO à volta desta horda que mesmo quando todos caíram, o vocalista ainda permaneceu e reergueu a mesma.
      Esse papo de apoio ao underground nacional é uma farsa!
      É tudo uma competição!
      Quem tem capacidade faça melhor!
      Hail ao real underground nacional!

      Excluir
    2. Saudações Paulo Henrique...
      Ficamos lisonjeados pela matéria!!!
      Deixo aqui a sugestão de aceitar nas próximas matérias, apenas comentários de gente "logada", mesmo que se crie um perfil falso para tal. Pq comentários anônimos provêm de gente covarde, atitude que não condiz com nossa conduta como Headbanger.

      Sobre críticas e inveja já estamos acostumados, e aceitamos bem as críticas construtivas, desde que identificadas...

      Agora, críticas vindas de um ser covarde essas são indiferentes. Este se acha muito esperto, mas não é!

      Ao contrário do que este disse, não mora em BH, mas já morou sim e saiu daqui corrido, pelas minhas informações, indo parar em Sergipe. Tocou em uma banda daqui tb, mas não deu certo, talvez por isso critica o trabalho dos outros. Tem na sua cabeça uma certa aptidão em desenho e mais nada, e se vangloria disso o tempo todo. E o apoio do qual ele disse, a nós importa se vêm de reais irmãos, pois se tem 10 contra, têm 1.000 apoiando... No que tange ao Logo, a horda é a mesma, o logo tb, oviamente...
      Sobre ser fácil, montar "um grupinho" e voltar uma horda, ele está completamente desinformado...
      Pego 2 ônibus para ir ao ensaio, fico em média 45min dentro de cada um e quando desço ainda ando cerca de 30min para chegar ao local, cada ensaio me custa em média 28,00 reais e estamos pegando serviço extra para tais atividades...
      Fácil é falar sem conhecimento de causa ja que não se é nada!
      Quanto a volta, se irá vingar ou não, veremos daqui pra frente!

      Em relação ao segundo comentário, concordo com alguns pontos e discordo de outros. E tb comentária mais a respeito se soubesse de quem veio.

      Agradeço o espaço, Paulo Henrique.






      Excluir

Apoie o Underground ! Comente o que você achou da Matéria: