Morreu Raphael Guzzardi do NECROFOBIA

 Raphael Guzzardi era músico e luthier e também atuava na Fundação Casa

A Secretaria de Saúde de Ribeirão Preto investiga a morte do músico Raphael Guzzardi, 32 anos, por suspeita de dengue. Ele morreu na tarde desta segunda-feira (06/05) após ser internado no Hospital São Francisco. Foi o segundo caso na cidade em menos de um dia

Guzzardi teria começado a manifestar os sintomas da dengue desde a última sexta-feira (03/05), mas só procurou atendimento nesta segunda. “A gente ia ensaiar no domingo, mas no sábado ele me ligou dizendo que estava passando mal, com febre, e pedindo para desmarcar o ensaio”, disse Rômulo Felício, vocalista da Necrofobia, banda em que Guzzardi tocava há quatro anos.

Segundo amigos do músico ouvidos pela reportagem, o diagnóstico de dengue foi dado pela equipe que o atendeu no Hospital São Francisco. “O que sei é que ele chegou no hospital com falta de ar, mas acho que não teve sangramento (sintoma clássico da dengue hemorrágica)”, disse Felício.

Oficialmente, no entanto, o hospital nega. Em nota, a instituição afirmou que os primeiros exames não apontam dengue como causa da morte, e que somente exames posteriores podem determinar as causas.

Raphael Guzzardi também atuava como luthier – atividade que consiste na confecção e manutenção de instrumentos de corda. Ele trabalhava na Fundação Casa de Ribeirão e deixa mulher e um filho de 6 anos.

INVESTIGAÇÃO

A Secretaria de Saúde de Ribeirão disse em nota que qualquer morte com suspeita de dengue é “exaustivamente” avaliada, já que há outras doenças que podem levar à morte e que têm sintomas parecidos com os da dengue.

A secretaria afirmou também que a confirmação diagnóstica conclusiva depende de avaliação conjunta entre a Vigilância Epidemiológica Municipal e o Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual da Saúde.

A última morte por dengueem Ribeirão Pretofoi registrada em 2011. Nos três primeiros meses deste ano, a cidade registrou 3.409 casos da doença.

OUTRO CASO

Na noite de domingo (5), uma idosa de 78 anos morreu com suspeita de dengueem Ribeirão. Terezinha Flausinade Oliveira estava internada desde o dia 18 de abril na Santa Casa e morreu na noite deste domingo (5). Ela também sofria do Mal de Chagas, mas a família diz que a doença era controlada por medicamentos. O caso também será investigado pela Secretaria de Saúde.

Fonte: Gazeta de Ribeirão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Apoie o Underground ! Comente o que você achou da Matéria: